accueil
PortuguêsFrançais
PRÓTESES DENTÁRIAS
< Voltar

Uma prótese dentária fixa destina-se a substituir um ou vários dentes em falta (pontes ou bridges), ou ainda a consolidar um dente ainda em boca (coroas), mas que foi fortemente fragilizado pela cárie. Desta forma podemos restaurar ou conservar a função e a estética.

É um processo perfeitamente estandardizado e totalmente indolor. Quando bem adaptada uma prótese fixa integra-se na boca ao fim de poucas horas.

As possibilidades e indicações deste tipo de próteses são imensas, e nomeadamente graças á evolução das técnicas laboratoriais e dos materiais utilizados. Desta forma, da simples coroa metálica á ponte completa de 14 elementos em zircónia, cimentada sobre dentes naturais vivos, desvitalizados ou ainda aparafusada sobre implantes, as próteses fixas constituem sem qualquer dúvida a solução mais indicadas em termos de conforto, de estética e de função.

Actualmente as infra estructuras destas próteses podem ser concebidas e fabricadas por fresagem computorizada (CAD CAM), sendo o revestimento cosmético em cerâmica aplicado numa segunda fase. Com este sistema é possível obter um ajuste na ordem das 20 micras, e os materiais utilizados vão de ligas metálicas bio compatíveis em cromo cobalto sem níquel ao titânio ou zircónio.

A correcta indicação de uma ponte ou bridge, vai nomeadamente depender da quantidade, da forma e do comprimento das raízes dos dentes de apoio, da sua localização na arcada dentária, da saúde gengival, bem como do estado qualitativo e quantitativo do osso alveolar circundante.

Qualquer que seja a solução escolhida, a precisão e o rigor do molde de trabalho são fundamentais, pois é a partir desse molde que o protésico vai desencadear todo o processo de fabrico. Com efeito o sucesso e longevidade de uma prótese fixa vai depender nomeadamente do ajuste rigoroso da mesma sobre a raiz, bem como nos pontos de contacto com os dentes adjacentes e a oclusão com os antagonistas.

No caso de desdentados totais ou com faltas importantes e extensas de dentes, para as quais a solução de implantes não foi escolhida por razões médicas ou económicas, é possível realizar próteses removíveis em resina acrílica (dentaduras) ou com um chassis metálico (esqueléticas).

Este tipo de próteses apoia-se essencialmente sobre a mucosa bucal, e é estabilizada graças a ganchos localizados nos dentes residuais.

Esta solução é muito mais económica do que uma prótese fixa sobre dentes naturais ou sobre implantes, no entanto não oferece o mesmo conforto.