accueil
PortuguêsFrançais
ORTODONTIA
< Voltar

Dentes corectamente alinhados e posicionados constituem sem dúvida a chave para um sorriso harmonioso.

A ortodontia trata do diagnóstico, da prevenção e da corecção das desarmonias dentárias e faciais. Uma dentição alinhada correctamente permite uma distribuição mais harmoniosa das forças mastigatórias e portanto uma diminuição dos traumatismos oclusais, preservando assim todas as estruturas circundantes, e nomeadamente as articulações temporo mandibulares. Destina-se tanto a crianças e adolescentes como a adultos.

A primeira fase de qualquer tratamento ortodôntico é o diagnóstico. Nesse sentido é realizada em computador uma análise cefalométrica a partir de uma radiografia de perfil do crânio, bem como um estudo dos moldes das arcadas dentárias e de fotografias de face e perfil.

Na maioria dos casos o tratamento é obtido por uma aparelhagem fixa, constituída por pequenas peças coladas nas faces externas de cada dente, os brackets, nos quais é colocado um fio ou arco metálico que vai imprimir uma determinada força no dente. Esses brackets podem ser metálicos ou em cerâmica.

Se o grau de exigência estética é alto é possível utilizar um sistema invisível, colado nas faces internas dos dentes (técnica lingual). Neste caso os brackets são fabricados propositadamente para cada caso por CAD CAM (fresagem computorizada), numa liga metálica de ouro. Em certos casos pode ser imperativo adoptar esta técnica, quando se tratam de grandes desarmonias dentárias e esqueléticas, e com uma oclusão muito perturbada. O cumprimento de uma higiene muito rigorosa é neste caso mais fácil do que no sistema fixo tradicional.

Os resultados obtidos são rigorosamente idênticos com ambas as técnicas.
Em certos casos também pode haver indicação de utilizar aparelhos removíveis, ditos funcionais.

Quando o resultado esperado é enfim obtido, o aparelho fixo é então desmontado e os brackets são removidos. Afim de manter o resultado obtido e de prevenir qualquer recidiva, é colocado um aparelho de contenção, constituído por um pequeno arco metálico colado de forma invisível nas faces internas dos dentes anteriores.

A duração de um tratamento é variável em função de cada caso, no entanto a fase activa dura em média cerca de 2 anos.