accueil
PortuguêsFrançais
A CÁRIE DENTÁRIA
< Voltar
2.2 Decay 2 - Radiografias de cárie dentária
2.1 Decay 1 - Radiografias de cárie dentária

Atualmente a cárie dentária é considerada um verdadeiro problema de saúde pública, a sua origem dependendo de inúmeros parâmetros tais como:

    - Alimentação demasiado rica em açúcares
    - Presença de placa bacteriana (higiene defeituosa)
    - Uma certa predisposição do paciente
    - Algumas modificações na composição da saliva
    - Respiração bucal
    - Doenças como o escorbuto ou a diabetes

A cárie consiste numa desmineralização dos tecidos dentários, primeiro do esmalte e depois da dentina. A sua progressão é relativamente lenta. No entanto algumas cáries podem não ser detectáveis por simples exame clínico, e por essa razão é por vezes indicado efetuar exames radiográficos complementares.

Quando detectada e tratada precocemente é possível conservar a vitalidade do dente. Porém uma cárie mais profunda e de maior amplitude obrigará provavelmente a desvitalizar o dente em causa.

Segundo a OMS a nível mundial 60 a 90% dos adolescentes e 100% dos adultos apresentam várias cáries dentárias. Em conjunto com as doenças periodontais a cárie é a principal causa de perda de dentes. Entre os 65 e os 74 anos 30% da população encontra-se totalmente desdentada.

Quando acrescentado em quantidades ínfimas á alimentação o flúor tem um efeito anti cárie (sal marinho, águas potáveis). Nas crianças também é possível selar preventivamente as fissuras dos molares com compósitos, para prevenir retenções alimentares e consequentes cáries a esse nível.